Os 7 planos de harmonização (2): os chacras (2)

Previamente, eu expliquei como você pode simplesmente aumentar seu QI de alguns pontos, aumentando ao mesmo tempo o seu bem estar e a sua compreensão das inclinações da natureza humana.

Programa ambicioso, porém não impossível, aqui está a segunda parte. Com 6 palavras, você terá acesso ao processo de harmonização do ser humano, que é parafusado ao seu corpo. A natureza (ou Deus, se você quiser) instalou o processo desde o nosso nascimento, mas, como sempre, nós acabamos decidindo fazer o que queríamos!

Em outros artigos neste blog, eu já falei sobre a dualidade sob diferentes ângulos e este artigo é uma continuação simpática. Somos todos seres andróginos, isto é, possuímos a mesma quantidade de energias femininas e masculinas.

A única diferença entre um corpo físico sexuado masculino ou feminino é a direção de rotação da sua aura. Quando um homem está em pé, a direção da rotação da sua energia vai da esquerda para a direita, enquanto para a mulher é o oposto, da direita para a esquerda.

Isso tem consequências profundas no comportamento humano, porque os dois redemoinhos podem acelerar um ao outro ou diminuir a sua velocidade. No primeiro caso, a pessoa se sentirá bem, até mesmo atraída, para não dizer apaixonada; enquanto no outro caso, nos sentiremos enfraquecidos e quereremos nos distanciar.

Falarei sobre este assunto específico em um artigo a seguir, mas, no momento, vamos focar no caso de uma pessoa sozinha. Então, essa pessoa possui uma distribuição igual entre as energias femininas e masculinas. Aqui está um pequeno desenho para representar isso.

Em vermelho são representados os chacras de energia feminina, com um sentido giratório (2, 4, 6), e os chacras de energia masculina em azul (1, 3, 5), girando no sentido oposto. O chacra 7 sendo a solução à equação 1+2+3+4+5+6=7 e correspondendo a um ideal que eu descreverei mais tarde.

Se você começar de baixo, você pode perceber que a energia do primeiro chacra aciona a energia do segundo e assim por diante. Eles são como as rodas de uma engrenagem que comunicam o movimento uma para a outra.

Se um desses chacras parar, você morrerá imediatamente porque a corrente será interrompida. O ataque cardíaco é um bloqueio mecânico momentâneo que indica que os chacras superiores (céu) e inferiores (matéria) tem velocidades diferentes e não estão mais sincronizados.

O chacra 3 sendo o do poder, o do ego, podemos entender que o que a sua mente quer já não está realmente de acordo com o que a sua alma deseja (localizada no chacra 4). A diferença vibratória entre os dois fará com que você se sinta como se estivesse enfiando uma agulha de tricô no coração…

A propósito, todos aqueles que falam em abrir seus chacras (e Deus sabe o quanto essas pessoas são numerosas!), mesmo se eles usam os nomes hindus em sânscrito desses centros, provam que eles têm um conhecimento teórico da coisa, mas que não a experimentaram neles mesmos, então tenha cuidado…

Voltando às nossas ovelhas, vamos dar uma olhada no coração deste artigo.

Chacra 1 – Ele é aquele que recebe a força da Terra. Essa energia é tão poderosa quanto um vulcão, mas ela também carrega as impurezas que reinam em sua superfície. É uma energia masculina, portanto elétrica, que não tem um toque exatamente gentil; ela possui uma potência real e materialmente destrutiva. Sua palavra-chave é Força.

Chacra 2 – O segundo chacra, portanto, se esforçará para purificar essa energia que liga e desliga a matéria. Seu aspecto feminino, portanto magnético, buscará reunir a matéria de acordo com uma forma, um modelo correspondente à sua forma de vida. No nosso caso, este é o lugar onde o feto é construído. Sua palavra-chave é Pureza.

Chacra 3 – Após a purificação da matéria virá o equilíbrio entre os dois diferentes polos de energia incluídos nesta matéria. Centro do ego, é também o centro do julgamento e, portanto, da justiça. É por isso que ele também é o centro do poder. Sua energia é masculina e também não é muito delicada, porque corta, secciona, separa. Sua palavra-chave é Justiça.

Chacra 4 – Para amenizar os ângulos, as energias femininas trazem sua suavidade e seu coração para tornar belo o que era afiado e angular. Elas trazem a forma, a harmonia. Sua palavra-chave é Beleza.

Chacra 5 – Recebendo uma obra de arte materialmente concluída, a energia masculina vai querer lhe dar uma utilidade divina. Este recipiente terá que se tornar um instrumento ao serviço da inteligência universal, que respeitará as leis cósmicas, se possível. Sua palavra-chave é Sabedoria.

Chacra 6 – A energia feminina deste chacra tentará, por sua vez, aperfeiçoar esta última obra, dando-lhe harmonia em sua expressão, em seu movimento na matéria. Sua palavra-chave é Graça.

A partir dessa pequena representação, podemos perceber que o movimento dos diferentes chacras forma uma bolha que é comumente chamada de aura.

Podemos, portanto, ver que cada chacra participa dessa armadura de energia que nos protege do exterior, na imagem dos campos magnéticos que protegem a Terra dos raios nocivos do sol.

Nossos três chakras femininos são o polo sul, enquanto as energias masculinas são o polo norte. Nossa aura está, portanto, girando e, como eu falei antes, a direção da rotação vertical fará de você um menino ou uma menina.

Este tipo de motor de rotor/estator é chamado de Merkaba. E assim, em antecipação do próximo artigo que falará da Merkaba, eu vou usar a cor azul para mostrar as energias masculinas e a cor vermelha para as femininas.

Esse processo, visto de cima, é uma espiral ascendente que se movimenta em volta de si mesmo, como uma escada em espiral que vai de um andar para outro.

Mais uma precisão: você pode ver que existem 3 pares de chacras.

Um par representa o aspecto da matéria (chacras 1 e 2), um par representa o Céu / o Divino (chacras 5 e 6) e o último, que está preso entre os dois outros, representa o Homem (chacras 3 e 4 – a mente-ego e o coração-ego). Então somos a suma de uma mente e de emoções presas entre um corpo de matéria e uma força de espírito …

A primeira leitura deste desenho já nos diz que uma mulher buscará no homem em prioridade a força, a justiça e a sabedoria. Em outras palavras, ele vai querer proteção, estabilidade no abastecimento, ser considerada equitativamente e as vezes uma guia, especialmente para compensar seus excessos de pureza, beleza e graça (acessar uma boa comida, visitar as lojas de moda e cuidar da sua beleza, porque o senhor tem o dinheiro – lembre-se do chacra 1).

No entanto, o senhor vai buscar uma mulher pura (virgem se for possível e que gerará uma boa descendência), bonita (para ficar orgulhoso quando a leva no restaurante), graciosa (porque é sempre melhor do que não ser). Por isso, ele estará disposto a pagar, a usar sua autoridade, ou até a tentar ser um modelo para o outros copiarem.

O lado menos simpático, se ele tem dificuldade em equilibrar-se, é que ele vai usar sua força para bater, matar, destruir a vida. Ele buscará o poder para encher seu ego e falará muito alto para impor sua sabedoria… Desculpa, eu quis dizer suas leis!

Então, senhoras, vocês sabem o que fazer agora. Dá carinho para ele, diga-lhe que ele é inteligente, que seus raciocínios são maravilhosos, e você conseguirá domar o homem das cavernas escondido nele.

Para vocês senhores, digam a ela que é linda, que você gosta da harmonia dela, dos seus gostos e das suas roupas e que os pratos que ela prepara são seus pratos favoritos. Com tudo isso, muitos dos seus problemas conjugais serão resolvidos.

No entanto, você pode aplicar essas regras a si mesmo. Onde você está em relação às energias complementares? Por favor, senhor, faz um esforço em relação à pureza, bota algumas roupas com complementam o vestido da esposa, e deixa seu passo expressar o felino escondido em você.

Por favor, senhora, desenvolva uma autonomia financeira, não acredite ingenuamente tudo e qualquer coisa “por amor” e não deixe os mulherengos enganar você. Os homens não têm o monopólio da sabedoria! Vá falar com eles sobre a inteligência do coração e você verá que eles não sabem muita coisa sobre o assunto. Deve-se dizer, em sua defesa, que o sistema não encoraja os homens a tomar essa direção… mas durante as conversas de quarto, tudo é possível!

Então, os 7 planos de harmonização ficaram mais claros para você? Se sim, ótimo, se não, vamos tentar de um outro jeito. Pegue as palavras adjacentes a uma das qualidades e expresse-as com uma frase. Olha alguns exemplos:

A pureza é a força em ação na matéria. A justiça é a pureza em ação na mente. A beleza é a justiça em ação na matéria. A sabedoria é a beleza em ação na mente. A graça é a sabedoria em ação na matéria e a força é a graça em ação na mente.

Você também pode fazer o seguinte: a pureza é a justiça em movimento na matéria. A beleza é a sabedoria em movimento na matéria. A graça é o movimento da força na matéria. Etc.

Ou ainda: a graça é uma força de sabedoria, enquanto a pureza é uma força de justiça. A sabedoria é a beleza expressa com a graça, enquanto a justiça é a beleza de um pensamento puro.

Você vê que, a partir de um desenho simples, é possível entender que todos nós somos capazes de nos harmonizar, com a compreensão das 6 palavras-chave da nossa mecânica energética tão perfeita.

Que a paz e a alegria estejam com você,

Laurent DUREAU

Artigo seguinte:  Os 7 planos de harmonização (3): a Merkaba

Artigo anterior: Os 7 planos de harmonização (1): os chacras (1)

Artigo originalmente publicado no blog Booster Votre Influence no dia 29 de abril 2008 e atualizado no blog 345D no dia 18 de julho 2012. Traduzido do francês.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*