Quando os Atla-Ra se reencontram

Por uma vez, voltarei ao passado para que você entenda que o que está acontecendo hoje é o fim de um ciclo que começou aproximadamente 26.000 anos atrás com a história dos Atlantes. Em outras palavras, esse início do século XXI encerra o ciclo da história conturbada dos Atlantes.

O efeito “Atlantista” da dominação americana sobre o resto do mundo está chegando ao fim graças a um reequilíbrio de energia trazido por dois países com uma atitude muito mais feminina: a China e a Rússia.

A China é mais uma vez a fábrica do mundo, enquanto a Rússia demonstra sua aptidão como jogador íntegro e mais próximo das leis do Um, particularmente graças a avanços significativos no meio do “paranormal”, onde pessoas como Gregory Grabovoï conseguiram nascer.

Sim, nossos amigos russos sempre foram apontados e demonizados pelos americanos, quando na verdade são os próprios americanos que levam o mundo à ruína. De um lado, o capitalismo (e, portanto, a predação pura = exploração máxima para fins pessoais) e, do outro lado, um tipo de comunismo (e, portanto, a colocação em comum dos recursos para servir o povo em primeiro lugar).

Então, vemos uma oposição de estilo, uma polaridade onde, de um lado, temos um capitalismo muito agressivo, muito guerreiro, muito dominador, porque masculino, enquanto, do outro lado, temos uma energia feminina bastante defensiva.

Claro, são as grandes linhas, mas todos eles contêm o germe dos mesmos males como, por exemplo, a corrupção. Então, existem máfias em todo o planeta e todas compartilham o mesmo modus operandi, isto é, tudo menos as leis do UM.

E já era assim antes da queda completa da Atlântida. Em resumo, chegamos no mesmo estágio que os Atlantes e muitos “carmas” estão sendo resolvidos. Então eu vou deixar você assistir o vídeo que, claro, explica várias outras coisas e traz mais pontos de reflexão.


5DB-fr_04
Duração 1h25

 

Como você pode ver, a casta Atla-Ra era de fato uma instituição absolutamente dedicada ao bem-estar de todos, e ao mesmo tempo era absolutamente fiel às leis do Um. Assim, todos aqueles que entravam no “Serviço” não tinham mais nenhuma interação com as nações ou as instituições “públicas”.

Eles eram apolíticos, a-religiosos e viviam nas margens da sociedade. Em geral, eles tinham um contato muito mais avançados com os seres do Um-Visível. Esta é a estrutura que foi adotada como modelo pelas múltiplas religiões que nasceram mais tarde. Basicamente, tornar-se um Atla-Ra significava ser “ordenado”, só que ao serviço do SEM-NOME, e não ao serviço de um zé considerado infalível.

Portanto, é óbvio que a era da 4D verá o desaparecimento completo das religiões e dos religiosos que mantêm uma criação do homem controlada pelo homem, isto é, uma egrégora monumental chamada de “Deus”. Esta é a razão pela qual as atitudes do último são estranhamente parecidas com as do pré-humano.

Quando você é um Atla-Ra, é muito diferente, porque em vez de ser um peão liderado pelo medo e a culpa, seu “Serviço” é uma obra de alegria, de dom e especialmente de libertação. As religiões reduzem a sua frequência enquanto o fato de ser Atla-Ra, pelo contrário, a eleva.

Assim, sempre houve Atla-Ra reencarnados neste planeta e todos tiveram vidas difíceis, porque internamente eles procuravam a Luz, mas externamente eram na maioria prisioneiros de instituições religiosas, cujo único objetivo era escravizar seus fiéis.

Mas agora, o ciclo involutivo chegou ao seu fim e os Atla-Ra estão acordando de um mau sonho, até de um pesadelo para alguns. Então há abridores de caminhos, pessoas suficientemente experientes para ficarem alinhadas e manterem a integridade que sentem dentro delas mesmas.

Nisso, a corrupção tem pouco controle sobre elas e, portanto, eles raramente são milionários ou bilionários financeiramente. Eles geralmente têm uma condição financeira “normal”, ou até menos, mas internamente são bilionários.

Muitas vezes, é só por acaso que eles descobrem os presentes que cultivaram e enriqueceram ao longo das encarnações. Suas capacidades de se reconectar com essa parte de si parecem ser resgatadas com mais facilidade, mas eles muitas vezes precisam de uma pequena ajuda do destino para sair da estrada ordinária.

Então, quando esta condição “externa” surge, eles descobrem essas habilidades esquecidas que não exigiam muito para se materializarem. Tudo o que precisa para revelar-lhes o seu verdadeiro potencial é um pedido para agir em prol da Mãe Terra, uma meditação ou uma Operação Pequeno Polegar.

Então, sim, tudo o que eu tenho feito desde que eu me tornei um blogueiro, e especialmente desde o início do Ano 1 da Nova Era, foi apenas permitir que estes Atla-Ra amnésicos emerjam, para que agora eles possam voltar ao Serviço para o benefício de todos.

Então, sim, nem todos responderão à chamada, porque nem todos os leitores deste blog são necessariamente antigos Atla-Ra. Podemos, portanto, entender que a noção de entidade cristalina é inconcebível para eles.

Então, sim, nem todos terão o desejo de ter um crânio de cristal como companheiro, portanto todos se lembrarão da época da Atlântida, onde eles tinham um cristal no bolso para se beneficiar da rede cristalina.

Então, sim, um simples pedaço de selenita ou uma pedra encodada Pequeno Polegar (3C2P) permitirá que eles se reconectem às redes da 4D. Não é nada demais, e ainda assim deixa alguns de vocês duvidosos.

Então, sim, existe uma seleção e ela não é feita por ninguém além de você. Ninguém o empurra. Ninguém força você. Cabe a todos decidir e agir em conformidade.

Então, sim, alguns leitores não entrarão mais neste blog, como foi o caso há 3 anos, quando quase 95% dos meus leitores sumiram. E foi um grande teste para a equipe no terreno, que era Brigitte, Corinne e eu.

Isso foi suficiente para nos fazer capitular? A resposta é não, e eu até vou dizer que teve o efeito oposto, apesar de todas as dificuldades que encontramos (o lado financeiro, a exclusão e a “crucificação”).

No entanto, hoje, onde estão aqueles que apontavam para nós? O que eles se tornaram e o que eles conseguiram fazer, construir para ajudar a humanidade? A resposta é nada, absolutamente nada concreto.

Por outro lado, o encanador, com as suas duas assistentes femininas, continuou a publicar seus delírios e o conhecimento ao qual ele tem acesso internamente através da sua Pequena Voz. Sinceramente, você conhece outro “delirador” tão prolífico, tão racional e surpreendente?

É com a passagem do tempo que distinguimos a verdade do falso, o íntegro do corrupto, aquele que está de fato “no Serviço” e aquele que diz “estar no serviço”.

Então, sim, os Atla-Ra vão se reencontrar mais cedo ou mais tarde, mas não para se juntar em uma organização, ou sob um líder. Não, todos manterão sua liberdade e não estarão sob o comando de ninguém. Não haverá uma hierarquia de poder, mas uma hierarquia de vontade de ajudar a Mãe Terra e, naturalmente, a Humanidade.

Então sim, todos são bem-vindos para ajudar a construir o Novo Mundo e isto começa dentro de você. Começa com a sua abertura para o Um-Visível, para que você possa se reconectar às várias partes de você e assim recuperar o seu poder total de ser o que você realmente é.

Ir para o Céu (e só isso) é o credo de todas as religiões quando na realidade, a verdadeira direção é a Terra, é reconectar-se à Terra. Lembre-se, se você quiser saber qual é a direção certa, olhe para o povo, a maioria, olhe em que direção estão indo e vá para a direção oposta.

Religiões foram criadas para escravizar o homem e desconectá-lo da sua verdadeira Fonte. “Deus” é apenas a ilusão mostrada pela involução precisamente para manter as ovelhas no pasto, para forçá-las a ficar de cabeça para baixo em sinal de obediência. É daí que vem essa noção de querer levantar a cabeça para o Céu para ver a Luz…. É lindo e funciona!

Laurent DUREAU

Artigo originalmente publicado no blog Homo-Galacticus no dia 1 de abril 2016. Traduzido do francês.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*